Veganismo ou vegetarianismo: 8 alimentos ricos em proteína para substituir a carne

Se uma das tuas preocupações numa dieta vegan ou vegetariana é a falta de proteínas este artigo é para ti!

Uma das preocupações mais comuns de quem segue uma dieta vegan ou vegetariana é a de que pode existir falta de proteínas. No entanto, vários e várias especialistas em nutrição concordam que levar uma alimentação deste tipo proporciona todos os nutrientes necessários para se ter uma dieta equilibrada. Ler Mais

Queijo vegan para barrar

Fiz bebida vegetal com cajus e aproveitei os resíduos deixados no pano do processo de coar para me aventurar a fazer um queijo vegan.

Este é um queijo leve e bem aromático, uma excelente alternativa para variar e cá em casa toda a gente adorou e nem sequer se aperceberam que não era “queijo”.

Optei por seguir a receita da Joana Limão e ficou assim um cremoso queijo para barrar.  Na próxima vou tentar fazer um queijo mais sólido.

Queijo Vegan de Salsa e Limão

Ingredientes

  • 200gr de cajus crus sem sal
  • 4 c. de sopa de azeite
  • 2 c. de sopa de levedura de cerveja
  • 2 c de chá de alho em pó
  • Raspa de 1/2 limão
  • Sumo de 1 limão
  • 1/2 chávena de folhas de salsa fresca
  • 1 c. de café de sal marinho
  • Pimenta preta do moinho a gosto
  • 1/4 chávena de água
  • 1 fio de azeite e folhas de salsa para decorar

Preparação

Demolhar os cajus de um dia para o outro.

Descartar a água de demolhar e colocar os cajus num liquidificador com 3 chávenas de água para fazeres o leite .

Tritura e passa por um pano fino. Coloca o leite num recipiente e guarda no frigorífico (aguenta cerca de 3 dias)

Reservar os resíduos que ficaram no pano e coloca num processador de alimentos

Adicionar todos os outros ingredientes e triturar tudo até obter uma textura de requeijão e uma mistura homogénea.

Colocar num recipiente e guarda no frigorífico.

Acompanha com legumes crus, com tostas ou com um bocadinho de pão.

https://elecozinhaelalava.pt/2018/02/15/queijo-vegan-para-barrar/

Os cajus é que vão criar uma textura de “requeijão” e a levedura de cerveja o sabor de queijo.

Esta receita é boa porque dá para aproveitar os resíduos da bebida vegetal e assim não desperdiçar nada – Zero waste!

Vais experimentar? Não te esqueças de partilhar comigo!

Ler Mais

Tarte de Chocolate

Esta é uma tarte sem açúcar refinado, sem farinha, sem ovos, feita com chocolate negro e não precisa de forno!
Uma excelente opção para o dia que se aproxima ou para surpreender os teus convidados num jantar.

Eu sou doida por chocolate e assim que vi esta receita não podia simplesmente ignorar, tinha que experimentar! Com uma base de amêndoas com sabor a chocolate e a textura cremosa do recheio com sabor a chocolate…parece uma combinação de sonho. Eu já me estou a babar!
E só precisas de 5 ingredientes: chocolate negro, tâmaras, amêndoas, óleo de coco e creme de coco, vá.. e os teus toppings preferidos!
E a receita é muito simples porque tanto a base como o recheio só precisam de ser refrigerados antes de servir!

Tarte de Chocolate

Ingredientes

  • Base
  • 8 tâmaras Medjool
  • 140g de amêndoas
  • 30g de chocolate negro (>70% cacau)
  • 30g de óleo de coco
  • uma pitada de sal
  • Recheio
  • 290g de creme de coco
  • 100g de chocolate negro (>70% cacau)
  • 8 tâmaras Medjool
  • 50g de óleo de coco
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha

Preparação

Base

Colocar as tâmaras sem caroço e as amêndoas no processador de alimentos e triturar.

Adicionar o óleo de coco previamente derretido juntamente com o chocolate derretido em banho maria e uma pitada de sal. Triturar novamente até formar uma mistura consistente.

Vai abrindo o processador de alimentos e raspando dos lados.

Espalha a mistura numa tarteira e pressiona bem contra o fundo e lados.

Recheio

Começa por derreter o chocolate em banho maria e assim que tiver quase tudo derretido adiciona o creme de coco e o óleo de coco até este derreter e vai envolvendo sempre até ficar um líquido homogéneo.

Coloca no processador de alimentos as tamaras sem caroço, a mistura anterior e o extracto de baunilha e tritura até formar uma mistura homogénea e cremosa.

Coloca o recheio sobre a base e leva ao frigorífico, pelo menos durante 2 horas.

Antes de servir decora com os teus toppings preferidos

Dica: Demolhar as tâmaras em água quente para amolecerem

https://elecozinhaelalava.pt/2018/02/08/tarte-de-chocolate/

Eu optei por frutos vermelhos e umas amêndoas partidas, mas podes servir sem nada ou optar pelo teu topping preferido.

Esta é a sobremesa perfeita para um belo jantar. Do que estás à espera para experimentar?

Receita original: Leelalicious

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Zulado de Frutos Silvestres

Não, não me enganei a escrever o título.
O Zulado, é a mais recente invenção da nutricionista Maria Inês Antunes e deu origem ao gelado mais fit que alguma vez vais comer! Com alto teor proteico e sem açúcares adicionados. Espreita aqui!

Já todos sabemos que é preferível um belo geladinho caseiro saudável aos do supermercado devido à infindável lista de ingredientes com nomes estranhos que eles têm, aos açúcares refinados, às gorduras hidrogenadas e uma série de aditivos alimentares.

Isso não significa que a gente não possa comer um de vez em quando, temos é que estar conscientes dessa opção. Eu também como quando me apetece!
Nestes dias de calor, faço um geladinho em casa que obedeça às minhas macros e serve perfeitamente como lanche a meio da tarde.
É portanto, um gelado para comer sem culpa.
Tem baixo valor energético, um elevado teor proteico, só tem o açúcar dos alimentos utilizados e um baixo teor de gordura.
Eu optei por adicionar quark para ficar mais cremosa, mas a receita original não leva.

Vamos então à receita?

Zulado de Frutos Silvestres

Ingredientes

  • 1 courgette crua (cortada aos cubos e congelada);
  • 200 gr de frutos silvestres congelados;
  • 10gr de proteína com sabor a baunilha ou Frutos silvestres (usei da HSN)
  • 150gr de Quark

Preparação

Coloca todos os ingredientes numa liquidificadora ou num processador de alimentos até obter uma consistência cremosa.

Podes consumir de imediato ou congelar uma a duas horas.

https://elecozinhaelalava.pt/2017/08/09/zulado-frutos-silvestres/

Curgete num gelado? Porque não? Nós também adicionamos vegetais aos sumos. Qual é mal de adicionar ao gelado?
Para além disso a courgette não tem um sabor intenso e torna o preparado mais consistente e ainda mais saudável. Para além disso “Contém compostos bioactivos com actividade antioxidante e efeitos positivos na saúde, devido à presença de compostos fenólicos, minerais, como o magnésio e o potássio e vitaminas, como a vitamina A e a C. Para além destes benefócios, vários estudos mostram que o consumo frequente de curgete tem um efeito preventivo da diabetes, através da regulação da glicémia, contribuindo para a sua redução.” diz a Maria Inês Antunes. Ler Mais

FOODPRINTZ CAFE

Na semana passada fui experimentar um novo restaurante a convite da Cláudia do blog Healthy Fit Way. Como os amores da nossa vida não gostam muito destas coisas, nós juntamo-nos e vamos à aventura!

O restaurante escolhido foi o  FoodPrintz Café que fica bem pertinho do Marquês do Pombal e do sítio onde trabalho.

A ementa é composta por  3 pratos principais do mês e um prato do dia. Existe ainda a opção menu que é composto Sopa + Prato do Dia + Sobremesa e tem o valor de 13€, mas não custava nada incluir uma limonada/sumo.

Começamos pela sopa de abacate com toque de lima, perfeita para estes dias quentes e optamos pelo prato do dia que era uma deliciosa salada mexicana com batata doce e feijão preto com tortilha e um hambúrguer de quinoa e feijão preto com uma tortilha de Spirulina. Dividimos e estava tudo óptimo, mas não fiquei convencida com o hambúrguer, faltava-lhe sabor.

Na escolha da sobremesa é que surge a grande indecisão, mas por mim qualquer coisa com chocolate está óptimo para sobremesa!
Por isso, finalizamos em beleza com um bolo de abacate e cacau e um gelado de banana e chocolate. Tudo vegan e sem açúcar.

É pena ser um espaço pequeno mas é bastante agradável e tranquilo. Adoro o facto de ser pet-friendly, tenho que lá voltar com a Lexie.

 

Zomato Gold
O

Zomato Gold Ler Mais