Must See: Lendas do Crime

Após um vislumbre do trailer. Sim, vislumbre porque quando vemos um filme que nos puxa paramos imediatamente de ver o trailer, mas será escusado dizer que as expectativas estavam on fire.

Lendas do Crime é narrado por Frances Shea, a mulher de Reggie Kray, interpretada por Emily Browning e conta a ascensão do império de crime organizado dos irmãos Kray durante os anos 60.
Tom Hardy, em duplicado, tem em Lendas do Crime um desempenho que comprova mais uma vez o seu talento. Por um lado temos Reggie, calculista e que planeia com enorme cuidado a ascensão em Londres vivendo por dentro e por fora toda a alucinação e toda a grandeza que caracteriza a vida do crime e , por outro lado, Ronnie, uma personagem mais complicada de lidar, com um comportamento deveras esquizofrénico e uma vontade enorme de triunfar como gangster que o leva a não medir convenientemente as suas ações.
Quase como completos opostos, Reggie e Ronnie constroem o seu império aos poucos mesmo com as típicas desavenças familiares.
Num dos momentos chave do filme vemos os irmãos Kray envolvidos numa luta B-R-U-T-A-L, onde irremediavelmente nos esquecemos que são interpretados pelo mesmo ator.

A verdade é que o desempenho genial de Tom Hardy torna o filme numa boa experiência que vale (MESMO) a pena.

Tom Hardy está literalmente imparável, por isso melhor do que um , só mesmo dois Tom Hardy’s.

Espreitem o trailer:

CineConchas: o cinema gratuito e ao ar livre

É oficial verão e com a chegada do bom tempo,  o jardim da Quinta das Conchas, em Lisboa, transforma-se em sala de cinema. O ciclo Cine Conchas arrancou ontem,  25 de junho e termina a 11 de julho com o filme de animação “Home: A Minha Casa”.

Ao todo há nove filmes para ver. A cada quinta, sexta e sábado vai haver cinema ao ar livre, sempre às 21h45 e sempre grátis.

Programa completo do Cine Conchas 2015:

25 de junho: “Kon Tiki – A Viagem Impossível”, de Joachim Rønning e Espen Sandberg
26 de junho: “As Vantagens de ser Invisível”, de Stephen Chbosky
27 de junho: “Como Treinares o teu Dragão 2″, de Dean DeBlois

2 de julho: “Duas Vidas”, de Georg Maas e Judith Kaufmann
3 de julho: “Kingsman: Serviços Secretos”, de Matthew Vaughn
4 de julho: “Que Mal Fiz Eu a Deus?”, de Philippe de Chauveron

9 de julho: “O Passado”, de Asghar Farhadi
10 de julho: “Whiplash”, de Damien Chazelle
11 de julho: “Home: A Minha Casa”, de Tim Johnson