Fiz bebida vegetal com cajus e aproveitei os resíduos deixados no pano do processo de coar para me aventurar a fazer um queijo vegan.

Este é um queijo leve e bem aromático, uma excelente alternativa para variar e cá em casa toda a gente adorou e nem sequer se aperceberam que não era “queijo”.

Optei por seguir a receita da Joana Limão e ficou assim um cremoso queijo para barrar.  Na próxima vou tentar fazer um queijo mais sólido.

Queijo Vegan de Salsa e Limão

Ingredientes

  • 200gr de cajus crus sem sal
  • 4 c. de sopa de azeite
  • 2 c. de sopa de levedura de cerveja
  • 2 c de chá de alho em pó
  • Raspa de 1/2 limão
  • Sumo de 1 limão
  • 1/2 chávena de folhas de salsa fresca
  • 1 c. de café de sal marinho
  • Pimenta preta do moinho a gosto
  • 1/4 chávena de água
  • 1 fio de azeite e folhas de salsa para decorar

Preparação

Demolhar os cajus de um dia para o outro.

Descartar a água de demolhar e colocar os cajus num liquidificador com 3 chávenas de água para fazeres o leite .

Tritura e passa por um pano fino. Coloca o leite num recipiente e guarda no frigorífico (aguenta cerca de 3 dias)

Reservar os resíduos que ficaram no pano e coloca num processador de alimentos

Adicionar todos os outros ingredientes e triturar tudo até obter uma textura de requeijão e uma mistura homogénea.

Colocar num recipiente e guarda no frigorífico.

Acompanha com legumes crus, com tostas ou com um bocadinho de pão.

http://elecozinhaelalava.pt/2018/02/15/queijo-vegan-para-barrar/

Os cajus é que vão criar uma textura de “requeijão” e a levedura de cerveja o sabor de queijo.

Esta receita é boa porque dá para aproveitar os resíduos da bebida vegetal e assim não desperdiçar nada – Zero waste!

Vais experimentar? Não te esqueças de partilhar comigo!

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Esta é uma tarte sem açúcar refinado, sem farinha, sem ovos, feita com chocolate negro e não precisa de forno!
Uma excelente opção para o dia que se aproxima ou para surpreender os teus convidados num jantar.

Eu sou doida por chocolate e assim que vi esta receita não podia simplesmente ignorar, tinha que experimentar! Com uma base de amêndoas com sabor a chocolate e a textura cremosa do recheio com sabor a chocolate…parece uma combinação de sonho. Eu já me estou a babar!
E só precisas de 5 ingredientes: chocolate negro, tâmaras, amêndoas, óleo de coco e creme de coco, vá.. e os teus toppings preferidos!
E a receita é muito simples porque tanto a base como o recheio só precisam de ser refrigerados antes de servir!

Tarte de Chocolate

Ingredientes

  • Base
  • 8 tâmaras Medjool
  • 140g de amêndoas
  • 30g de chocolate negro (>70% cacau)
  • 30g de óleo de coco
  • uma pitada de sal
  • Recheio
  • 290g de creme de coco
  • 100g de chocolate negro (>70% cacau)
  • 8 tâmaras Medjool
  • 50g de óleo de coco
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha

Preparação

Base

Colocar as tâmaras sem caroço e as amêndoas no processador de alimentos e triturar.

Adicionar o óleo de coco previamente derretido juntamente com o chocolate derretido em banho maria e uma pitada de sal. Triturar novamente até formar uma mistura consistente.

Vai abrindo o processador de alimentos e raspando dos lados.

Espalha a mistura numa tarteira e pressiona bem contra o fundo e lados.

Recheio

Começa por derreter o chocolate em banho maria e assim que tiver quase tudo derretido adiciona o creme de coco e o óleo de coco até este derreter e vai envolvendo sempre até ficar um líquido homogéneo.

Coloca no processador de alimentos as tamaras sem caroço, a mistura anterior e o extracto de baunilha e tritura até formar uma mistura homogénea e cremosa.

Coloca o recheio sobre a base e leva ao frigorífico, pelo menos durante 2 horas.

Antes de servir decora com os teus toppings preferidos

Dica: Demolhar as tâmaras em água quente para amolecerem

http://elecozinhaelalava.pt/2018/02/08/tarte-de-chocolate/

Eu optei por frutos vermelhos e umas amêndoas partidas, mas podes servir sem nada ou optar pelo teu topping preferido.

Esta é a sobremesa perfeita para um belo jantar. Do que estás à espera para experimentar?

Receita original: Leelalicious

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Não, não me enganei a escrever o título.
O Zulado, é a mais recente invenção da nutricionista Maria Inês Antunes e deu origem ao gelado mais fit que alguma vez vais comer! Com alto teor proteico e sem açúcares adicionados. Espreita aqui!

Já todos sabemos que é preferível um belo geladinho caseiro saudável aos do supermercado devido à infindável lista de ingredientes com nomes estranhos que eles têm, aos açúcares refinados, às gorduras hidrogenadas e uma série de aditivos alimentares.

Isso não significa que a gente não possa comer um de vez em quando, temos é que estar conscientes dessa opção. Eu também como quando me apetece!
Nestes dias de calor, faço um geladinho em casa que obedeça às minhas macros e serve perfeitamente como lanche a meio da tarde.
É portanto, um gelado para comer sem culpa.
Tem baixo valor energético, um elevado teor proteico, só tem o açúcar dos alimentos utilizados e um baixo teor de gordura.
Eu optei por adicionar quark para ficar mais cremosa, mas a receita original não leva.

Vamos então à receita?

Zulado de Frutos Silvestres

Ingredientes

  • 1 courgette crua (cortada aos cubos e congelada);
  • 200 gr de frutos silvestres congelados;
  • 10gr de proteína com sabor a baunilha ou Frutos silvestres (usei da HSN)
  • 150gr de Quark

Preparação

Coloca todos os ingredientes numa liquidificadora ou num processador de alimentos até obter uma consistência cremosa.

Podes consumir de imediato ou congelar uma a duas horas.

http://elecozinhaelalava.pt/2017/08/09/zulado-frutos-silvestres/

Curgete num gelado? Porque não? Nós também adicionamos vegetais aos sumos. Qual é mal de adicionar ao gelado?
Para além disso a courgette não tem um sabor intenso e torna o preparado mais consistente e ainda mais saudável. Para além disso “Contém compostos bioactivos com actividade antioxidante e efeitos positivos na saúde, devido à presença de compostos fenólicos, minerais, como o magnésio e o potássio e vitaminas, como a vitamina A e a C. Para além destes benefócios, vários estudos mostram que o consumo frequente de curgete tem um efeito preventivo da diabetes, através da regulação da glicémia, contribuindo para a sua redução.” diz a Maria Inês Antunes.

Para ficares a par das novidades,
segue-me no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com



Na semana passada fui experimentar um novo restaurante a convite da Cláudia do blog Healthy Fit Way. Como os amores da nossa vida não gostam muito destas coisas, nós juntamo-nos e vamos à aventura!

O restaurante escolhido foi o  FoodPrintz Café que fica bem pertinho do Marquês do Pombal e do sítio onde trabalho.

A ementa é composta por  3 pratos principais do mês e um prato do dia. Existe ainda a opção menu que é composto Sopa + Prato do Dia + Sobremesa e tem o valor de 13€, mas não custava nada incluir uma limonada/sumo.

Começamos pela sopa de abacate com toque de lima, perfeita para estes dias quentes e optamos pelo prato do dia que era uma deliciosa salada mexicana com batata doce e feijão preto com tortilha e um hambúrguer de quinoa e feijão preto com uma tortilha de Spirulina. Dividimos e estava tudo óptimo, mas não fiquei convencida com o hambúrguer, faltava-lhe sabor.

Na escolha da sobremesa é que surge a grande indecisão, mas por mim qualquer coisa com chocolate está óptimo para sobremesa!
Por isso, finalizamos em beleza com um bolo de abacate e cacau e um gelado de banana e chocolate. Tudo vegan e sem açúcar.

É pena ser um espaço pequeno mas é bastante agradável e tranquilo. Adoro o facto de ser pet-friendly, tenho que lá voltar com a Lexie.

 

Zomato Gold
O Zomato Gold é uma subscrição (2 semanas / 6 meses / 12 meses) que te dá acesso a mais de 300 restaurantes em Lisboa com 2 por 1 – ou seja oferta de um prato em cada refeição. Todos os nossos seguidores podem ter um desconto de 25% na subscrição, basta utilizar o código ELACOZ no checkout.

O Zomato Gold é super fácil de usar: Só tens que subscrever, mostrar o teu telefone no restaurante e desfrutar da refeição.


Restaurante FoodPrintz

<Foodprintz Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato
Facebook Zomato | Website
Rua Rodrigo da Fonseca, 82A, Rato, Lisboa

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Hoje partilho convosco esta sugestão genial da Joana Limão

É um hambúrguer no (só-que-não) pão que se pode adaptar a qualquer hambúrguer e tipo de acompanhamentos. Esta é uma alternativa aos hambúrgueres convencionais e ao pão de que tanto gostamos!

É uma receita nutritiva, deliciosa e low carb.

Neste receita usei um de frango, mas podes escolher o teu hambúrguer preferido ou ainda ver a sugestão de hambúrguer de feijão preto e beterraba da Joana ou o meu hambúrguer de cogumelos e grão.

Hambúrguer no pão (só-que-não)

Tempo de Preparação: 

Tempo de Execução: 

Tempo Total: 

Serve: 5

Ingredientes
  • 2 cogumelos Portobello grandes
  • 1 colheres de sopa de azeite
  • 2 raminhos de tomilho fresco
  • Sal marinho e pimenta preta do moinho, a gosto
  • 1 Queijo Babybel Light
  • 3 Tomates Cherry
  • Rúcula qb
Instruções
  1. Pré-aquece o forno a 180ºc. Descasca os cogumelos cuidadosamente, tempera-os com azeite, tomilho, sal e pimenta. Assa-os por cerca de 15min ou até cozinhados mas com textura.
  2. Grelha os hambúrgueres numa frigideira anti-aderente.
  3. Monta os hambúrgueres, colocando um pouco de rúcula em cima de um cogumelo, seguido de um hambúrguer, o queijo e outro cogumelo

 

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com