Foram 3 meses intensos, de muito foco e dedicação para alcançar esta medalha e me tornar MARATONISTA!

Ao longo destes 3 meses apercebi-me que uma maratona é muito mais do que 42km.
Não é só correr os 42km que é díficil, é a preparação para a maratona que também não é fácil, são meses de treino intenso, alguns com muito calor , vários dias acordar às 6h da manhã, são os quilómetros que temos que fazer todas as semanas para chegar ao dia da prova e cumprir. 
Cruzar aquela linha de meta, não só traz um sentimento enorme de satisfação de ter superado os últimos quilómetros, como a concretização da coragem de me ter metido naquela aventura e não ter desistido.

Porque não é fácil! Mas vamos começar pelo início…

O meu grande objetivo era acabar a Maratona e fazê-la sempre a correr. Não estava preocupada com ritmos, sobretudo depois do último mês ter perdido a minha motivação e foco e daí me ter “desleixado” um bocadinho. Os treinos foram poucos e o longo de 26km bastante doloroso. Estas últimas semanas foram de tappering e serviram essencialmente para alinhar a minha cabeça e coração para conseguir enfrentar este desafio. 

Pelas 8h já andava por Matosinhos, às 8h20 tirei a foto de grupo do Running Espinho e depois troquei as sapatilhas que tinha nos pés para as Zoom Pegasus 34, tinha um pouco receio que a chuva fosse mais intensa antes da prova e levei uma muda para não começar a prova com os pés molhados.
Coloquei o tapa orelhas e um chapéu de sol para impedir a chuva de me bater na cara (dica que procurei no dia anterior). Vesti o impermeável, fiz um ligeiro aquecimento e dirigi-me para a minha box  com o coração aos pulos. 

Às 9h (hora marcada) deu início à Maratona e ao meu grande teste. 

Comecei bastante entusiasmada, estava com as emoções à flor pele e deixei-me levar pelo ritmo alucinante e atrás daquela gente toda. Este foi o meu erro, comecei depressa demais.

Mantive-me assim num ritmo médio de 5:30 até à marca da meia-maratona, onde sabia que iria encontrar minha família, que rumou ao Porto para me ver correr e apoiar.
Disse-lhes para irem para a perto da Ponte D. Luís, pois seria o melhor sítio onde me poderiam ver várias vezes a passar. E assim foi, passei aos 20km, aos 30km, aos 32km e parece que foi como tomar um gel cada vez que os via! 

Passei à meia-maratona em 1:58:09,  aqui ainda me sentia-me confiante para o que aí vinha. Mas ao KM25 tudo mudou , as pernas começaram a pesar, já estava completamente ensopada e vento não ajudava. Abrandei o ritmo e deixei-me andar num ritmo médio de 6:00 até que comeceu a fraquejar e ao KM35 comecei a quebrar e bati num muro. Já tinha passado mais duas vezes pela minha família, mas dali até à meta estava “sozinha”, até fiquei sem bateria nos headphones e começou a custar-me imenso, mas eu não ia ficar por ali, abrandei novamente o ritmo e fiz o resto do percurso sem forçar muito.

Faltavam ‘só’ sete quilómetros e apesar dos géis, da água, das passas e das bebidas energéticas não tinha mais energia, o tanque  estava a zero e arrastei-me literalmente até à meta num ritmo de 6:40. 

Ao KM41, apesar da chuva, as pessoas continuavam apoiar e berravam “campeões”, “força”, “conseguiste”, “está feito”, e eu continuei até à meta.

Passado 4:17:01 missão cumprida!  Orgulhosa e medalha ao peito abracei o meu babe que estava à minha espera na meta.

Recordo-me de ter feito o primeiro treino de 10km após a operação ao apêndice que me deixou de rastos, completamente desmotivada e a pensar “Como raio vou fazer 42km? No que é que me meti.” Mas foi o fato de ter este objetivo que me ajudou a continuar. A cada semana, a cada dia, a cada treino estava mais focada em atingir os temíveis 42km, mas eu sou assim: não desisto para conseguir aquilo que desejo (apesar de todos os contratempos) e hoje posso dizer: SOU MARATONISTA!

Maratona do Porto

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Preparar 1ª Maratona

É já no dia 4 de Novembro que vou correr a minha 1ª Maratona. A preparação começa hoje!

Entra Agosto e entram as férias, mas esta é aquela altura de ano em que as sapatilhas não vão ter descanso porque as maratonas de inverno estão a apenas a poucas semanas de distância. E para quem ainda não sabe, eu vou correr no dia 4 de Novembro a Maratona do Porto, o meu maior desafio até hoje.

Vê também: REVIEW NIKE AIR ZOOM PEGASUS 34

Ainda não acredito que propôs este desafio, aliás quando fiz a inscrição sentia-me confiante, mas isso foi antes da Apendicite e de ter sido obrigada a estar dois meses TOTALMENTE parada, mas após correr 18km recuperei um pouco da confiança e por isso, vou começar a preparar a minha primeira maratona, a partir de agora vou:

Preparar 1ª Maratona

Treinos de corrida
A semana vai ser composta por 4 treinos de corrida, pelo menos esse é o desafio proposto. Uma corrida longa, uma de recuperação, um treino de séries e uma corrida mais curta.

Reforço Muscular
De modo a editar dores e lesões musculares durante as corridas. Um treininho leve de modo a não massacrar os músculos, de modo a não sentir demasiado cansaço muscular e ter pernas para conseguir fazer os quilómetros.

Hidratos de carbono
Hidratos são energia e é isso que eu vou precisar para manter os 4 treinos de corrida durante a semana e continuar manter-me longe de alimentos processados e com muito açúcar.

Motivação
Correr 42,195kms pode parecer é assustador! Vai ser necessário preparar a mente e procurar aquela motivação extra para não ir abaixo.

Todo o conhecimento é bem-vindo, partilhem comigo todas as vossas preciosas dicas!

 

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Com a chegada do frio e do Inverno para além de se fazer uma troca no guarda-vestidos é também necessário mudar o equipamento para caminhar e/ou correr no frio. Os cuidados a ter são poucos, mas importantes!

Com temperaturas baixas, o corpo inevitavelmente perde mais calor assim como tem maior dificuldade em manter a temperatura interna. Para evitares lesões e constipações/gripes lê estas dicas para correr no frio.

Deixo-vos aqui algumas dicas para caminhas e correr no frio, assim como algum equipamento essencial para enfrentar as baixas temperaturas.

1. Aquecer e Alongar
Se não o fazes habitualmente tens que te forçar agora no inverno para fazeres um pequeno aquecimento e alongamento, conta com 10 a 15 minutos no início do treino e aproximadamente o mesmo no final. Deves também iniciar a corrida devagar, a uma velocidade mais baixa que a habitual.

2. Hidratação
Não temos que nos preocupar apenas com lesões, mas também com queimaduras. Um bom creme de rosto, assim como batom do cieiro e beber bastante água. Sempre acompanhado de uma alimentação saudável e equilibrada. Dica: Coloca vaselina no rosto para o proteger do frio e do vento e um protetor solar em dias soalheiros”.

3. Equipamento
Controla o frio através de camadas. Opta por camisolas de mangas compridas e leggings. Se estiver a chover usa um bom impermeavel de material respirável para que tanto o calor como a humidade possam passar.  Se correres à noite não te esqueças das tiras refletoras e de uma lanterna.
Podes também usar um gorro térmico, umas luvas e até uma bandana ao pescoço, com a opção que esta dá para cobrir o rosto se fizer muito frio.

4. Banho
Não deves demorar muito para tomares o banho após o treino
“Uma variação brusca de temperatura, aliada à alteração na janela de imunidade, faz com que cresçam as chances de sofrer com as consequências de uma gripe ou de problemas respiratórios.” Por isso, faz um último sprint até casa e entra no banho.  Se não tiveres essa hipótese leva contigo uma muda de roupa e bebe algo quente.

Eu prefiro temperaturas mais frescas para correr, assim aproveito para melhorar o meu rendimento e fazer distâncias mais longas.

Costumas correr no inverno? Quais são os cuidados que costumas ter?

Gostaste deste guia para enfrentar o frio? Se sim, comenta e partilha o artigo!

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com