Preparar a entrada na pré

O início das aulas está mesmo quase, quase aí! E este ano a Carolina vai entrar na pré, até agora esteve ao cuidado da avó.  
Quando era mais nova adora o regresso às aulas, comprar materior novo e o cheiro a novo dos cadernos e livros.

A Carolina ainda não precisa de material escolar pelo que nesta fase irá apenas fazer-se acompanhar por:
– 1 Mochila
– 1 Muda de roupa
– Snacks

Resolvi identificar todas as coisinhas dela, por isso etiquetá-los surgiu como uma ótima solução e recorri à Stickets e encomendei:
– Etiquetas autocolantes médias
– Carimbo personalizado para tecido e objetos
– E Fitas personalizáveis

Esotu super entusiasmada com esta fase, sem que ela terá um período de adaptação que tentaremos que seja o melhor possível. No início irá apenas durante a manhã irá almoçar, fazer a sesta e ficar em casa da avó de tarde. Por isso é que o meu coração de mãe ainda não saltou do peito!

5 dicas para um estilo de mais vida saudável

Photo created by jcomp – www.freepik.com

NEW YEAR, NEW ME. Certo? Mas e agora que já passaram 6 dias e tu ainda não fizeste absolutamente nada de diferente?

É normal no início do ano termos definido mil e uma nova coisa que iríamos fazer, mas com a correria do dia a dia, a volta à rotina depois das festas essas novas resoluções acabam por ficar de lado.

E se eu te disser que basta mudar pequenos hábitos no teu dia a dia para conseguires atingir o teu objetivo de uma vida mais saudável?

Espreita esta lista com 5 passos que te vão ajudar! Não são nada difíceis e vais ver que a tua qualidade de vida vai melhorar.

1. Reduzir o consumo de sal
O consumo excessivo do sal pode causar doenças cardíacas, enfartes e derrames. Opta por temperar a comida com especiarias, como alho, orégãos, pimenta ou salsa, e utiliza o sumo do limão.

2. Cortar no açúcar
Tal como o sal, o açúcar também é prejudicial para a saúde e está por trás do aparecimento de doenças como a diabetes, hipertensão e cancro.
Modera a ingestão de bolos e bolachas processados, assim como de refrigerantes. Espreita aqui a receita deste Banana Bread, óptimo para scnacks.
Apetece-te um doce? Come uma dose de frutos secos ou dois quadrados de chocolate preto (com pelo menos 70% de cacau).

3. Beber água!
A água é essencial para o ótimo funcionamento do corpo e da mente. O ideal é beber 35ml por cada kg para quem é sedentário e 70ml para quem treina.

4. Aumentar o consumo de frutas e legumes
Incluir mais frutas e verduras na dieta. Estes superalimentos estão repletos de água e fibras que fortalecem a flora intestinal, evitando o aparecimento de várias doenças.

5. Dormir
O sono deve ser uma prioridade, por isso que tal este ano começar a ir para a cama mais cedo? e de preferência sem gadgets? Quem dorme pouco tende a sofrer de desequilíbrios hormonais e a ter mais fome, o que por sua vez contribui para o aumento de peso.

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

5 Dicas para Começar a Correr

Dicas para Começar a Correr

Agora que estou a preparar-me para uma maratona do Porto tenho recebido mensagens a pedir dicas para as pessoas começarem a correr.

Tenho recebido mensagens sobretudo de pessoas que não conseguem manter a corrida, mas que gostariam de fazer um esforço para incluí-la no seu dia-a-dia.
Não sou nenhuma expert no assunto e vou escrever sobre o que resultou para mim e aquilo que tenho dito aos meus amigos (namorado inclusive) e que parece ajudar.

Lê também: Essenciais de Corrida

1. Objetivo

Tal como em tudo é importante ter um objetivo.
Na corrida uma das coisas que se pode fazer e eu aconselho é inscrever-se numa prova. Assim temos um deadline e um objetivo bem definido no tempo. Não nos podemos baldar porque no fim vamos sair prejudicados. Inscreve-te com pelo menos 3 meses de antecedência para conseguires treinar em condições.
Nota:Para pessoas que nunca correram dou a sugestão de definir o objetivo de correr 30 minutos seguidos e começar por correr por 2 minutos e caminhar durante 1 minuto. Com o tempo aumentar o tempo de corrida e encurtar o tempo da caminhada até conseguir correr durante 30 minutos. Depois disso, é só definir novos objetivos ou fazer a inscrição numa prova.

2. Plano de Treino

Se não conseguires ter um plano de treino personalizado existem imensos online ou até na app que instalares para fazeres o acompanhamento da tua corrida. Assim sabes o que tens que fazer em vez de pensar “E hoje vou correr quanto tempo? ou quantos quilômetros”?

3. Ritmo

Um dos erros mais comuns que acontece aos principiantes é começarem a correr que nem malucos. Aconselho a correr a um ritmo confortável para o corpo se começar habituar a este novo estímulo.

4. Companhia

O que ajuda muitas pessoas é ter alguém a puxar por elas. Por isso para quem precisa de um empurrãozinho eu sugiro correr acompanhado, com o namorado, amigo ou fazer de um grupo.
Não precisam de correr juntos, mas muitas vezes o que te vai fazer correr é o fato de existir o compromisso com outra pessoa e não quereres falhar com ela.

5. Não te compares com ninguém

Cada corpo é único, assim como cada pessoa.
Por isso, não queiras fazer o que outra pessoa faz ou fez.
Não sabes há quanto tempo corre, nem há quanto tempo treina.

Agarra nas sapatilhas, desafia-te e o mais importante: diverte-te!

 

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

 

A minha primeira horta

A minha horta

Esta é a minha primeira horta.

Mudei-me em Outubro de volta para o Norte e resolvi fazer a minha hortinha. Tento sempre incluir muitos legumes na minha alimentação, mas a verdade é que muitas vezes acabam por se estragar. Muitas vezes o que faço é congelar, mas nada como uma alface fresquinha!

Existem duas maneiras para fazeres a tua hortinha: semear e/ou plantar, eu optei por fazer um mix.
Comprei sementes: Alface, Espinafres, Cenouras, Courgettes, Abóbora
Plantei: Pimentos, Tomate Cherry, Couves, Salsa, Malaguetas, Morangos, Amoras, Mirtilos, Alfaces, Batata Doce, Salsa e Espinafres.

A primeira coisa que fiz foi misturar a terra do próprio terreno com um substrato natural para plantas que pode ser adquirido em qualquer AKi, Leroy Merlin, etc ou então podes fazer o teu próprio substrato!
Depois de tudo plantado e semeado adicionei adubo orgânico e reguei.
Em dias de Sol rego sempre de manhã e à noite apenas para ficar húmido, nos restantes dias rego apenas uma vez.

Cada hortícola tem a sua época ideal para ser plantada o melhor é veres as “instruções” ou pesquisar no google a melhor altura. Grande parte das hortícolas são plantadas no início do ano para serem consumidas no final da primavera ou no verão.

O que plantar e como

Escolha seguindo estes critérios práticos:
– O que gostas
– O que consomes
– O que se adapta às condições e à dimensão espaço

Ferramentas básicas

– Enxada grande e/ou pequena, vai depender do tamanho da horta
– Ancinho
– Sachola
– Pá larga para transplantar
– Pá de plantar
– Plantador/Semeador
– Tesoura
– Regador
– Luvas
– Socas ou galochas
– Ráfia ou corda
– Tutor

Material necessário

– Cestos
– Baldes
– Adubo orgânico
– Substrato

A minha horta
Dicas para a tua horta

1. Escolher um bom lugar
Uma horta precisa de no mínimo quatro horas de sol por dia para se manter saudável, opta por um lugar ensolarado.

2. Espaço e Zonas
Quer seja uma horta pequena ou não, as plantas precisam de espaço entre elas, a minha horta está um pouco amontoada porque ainda não sabia como é que as coisas cresciam e agora anda tudo umas plantas em cima das outras.
Tão importante como definir o espaço é importante delimitar as zonas de cada planta. Nem todas as plantas combinam entre si, uma pode morrer ou acabar por matar a outra.

3. Etiquetas
Uma coisa que não fiz e às vezes não consigo identificar o que plantei porque não reconheço muito bem a folha. Utiliza etiquetas reutilizáveis para identificar cada planta.

4. Rega
Tal como disse, régua apenas até a terra ficar húmida, não deixes ficar água acumulada.

5. Adubar
Para além do adubo colocado na hora da plantação, é preciso continuar a adubar  uma vez a cada 2 meses – pelo menos. Só assim a terra permanece fértil para que as mudas cresçam saudáveis.

6. Limpeza
A horta vai ganhar algumas ervas invasoras, vai removendo-as pela raiz. Dá sempre uma vista de olhos nas hortícolas e poda as folhas secas ou os galhos doentes, porque pode acabar por prejudicar a sua plantação.

7. Colha
Utiliza uma tesoura para arrancar as folhas necessárias e assim deixas condições favoráveis para que nasçam novos brotos.

8. Altura de Plantar/semear
Não semeies e plantes tudo ao mesmo tempo,  senão vais ter a colheita toda concentrada na mesma altura (o que está acontecer agora com as minhas alfaces)
Divide as sementes e da pelo menos duas/três semanas de intervalo que semeias ou plantas. Esta estratégia serve para todas as hortícolas que cultivares. Faz um escalonamento pelo menos quinzenal.

Uma horta é uma excelente fonte de alimentos frescos e vitaminados. Agora já podes começar a fazer a tua!
Estas são as primeiras dicas que partilho contigo, à medida que a horta vai crescendo também vou aprendo. Espero que estas dicas tenham sido úteis e partilha comigo algumas sugestões!

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Dicas para correr ou caminhar com calor

Dicas para correr ou caminhar com calor

No Verão também são necessários cuidados extra na hora de ir treinar. Deixo-te estas dicas para correr ou caminhar com calor e com saúde e disposição!

A chegada do calor encoraja muita gente a ir para a rua fazer um pouco de exercício, mas da mesma maneira que é necessário ter alguns cuidados quando treinamos no Inverno, também é necessário ter cuidados quando as temperaturas aumentam.

DICAS PARA TREINAR NO VERÃO

Hora do Treino

No inverno é aconselhável que os treinos sejam feitos a meio do dia, na hora de maior calor, de forma a aproveitar ao máximo a luz solar, no verão o recomendado é precisamente o contrário e que evites ao máximo esse horário. Tenta treinar de manhã cedo ou ao final do dia. Nessas horas, as temperaturas são mais amenas e a exposição à radiação solar é menor.

Alimentação

Com o calor sentimos menos fome, mas não deves treinar de estômago vazio. Alimenta-te antes e depois do treino. Opta por alimentos leves, como as frutas, saladas e proteínas magras.

Hidratação

Com o calor o nosso corpo perde mais líquidos pelo que devemos repor rapidamente os mesmos. Água, sumos e isotónicos são uma opção para quem treina e precisa repor sais minerais. Segundo alguns estudos, o consumo ideal seria 400 ml por cada hora de treino, divididos em várias doses.

Equipamento

Enquanto no Inverno nos vestimos por camadas, no Verão devemos optar por roupas leves e confortáveis.  No entanto devem cobrir grande parte do corpo, de forma a evitar queimaduras solares e picadas de insetos.

Proteção

No verão, a nossa pele está exposta à radiacão ultravioleta. Por essa razão é importante proteger a pele com protetor solar e os olhos com óculos de sol.

Repelente

O verão é a alta estação dos insetos e o melhor é mesmo prevenir e aplicar uma boa dose de repelente. Se fores como eu – um imã de mosquitos, vais agradecer esta dica!

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com