A iRobot, líder em robots de consumo, lançou no final de Setembro o novo Robot Aspirador Roomba® e5  e nós fomos convidados para uma apresentação intimista do mesmo e trouxemos um para casa. 

A verdade é que já andava a namorar um destes robots há algum tempo e esta foi a oportunidade ideal. Ficamos a conhecer alguns modelos e o que chamou a minha atenção foi o Roomba e5.

Estas são as características que o destacam dos restantes:

  • Poder de sucção 5x maior em comparação com modelos anteriores.
  • Sistema de limpeza de três fases que usa escovas duplas de borracha.
  • Sensores Dirt Detect™ que alertam o Robot Aspirador Roomba e5 para concentrar a limpeza em áreas específicas com mais sujidade.
  • Recipiente lavável.
Robot Aspirador Roomba e5

Todos os modelos apresentam escovas de cerdas, mas este robot tem umas escovas exclusivas de borracha flexível que se adaptam aos diferentes tipos do pavimento e mantêm o contacto direto com madeira e tapetes e proporcionam assim uma melhor limpeza.

A sessão foi bem esclarecedora e vim toda motivada para testar o novo Roomba e5. 
O primeiro teste aconteceu após a casa ter sido limpa e eu nem queria acreditar na quantidade de pó que ele acumulou no depósito!!
A verdade é que ele aspira MESMO a sujidade, pó e pelos invisíveis a olho nu.
Para mim, que sofro de rinite alérgica este passou a ser o meu novo melhor amigo, pois noto diferenças desde que tenho este amiguinho.

Robot Aspirador Roomba e5

Em minha casa, o Roomba e5 limpa durante mais ao menos 1h30, após isso regressa automaticamente à dock para carregar bateria e estar pronto para uma nova limpeza. 

Para iniciar a limpeza, basta carregar no grande botão que diz “CLEAN”, no entanto, através da aplicação iHome é possível programar limpezas, ver o estado do Robot, consultar o histórico, visualizar o tempo da limpeza juntamente com os eventos de sujidade detetada e se o Robot está com a bateria carregada, mesmo quando estou fora de casa.

Robot Aspirador Roomba e5

Para isso, bastou configurar o Robot e conectá-lo à rede Wi-Fi de casa. Assim posso iniciar a limpeza mesmo não estando em casa. A verdade é que o melhor é mesmo colocar o Robot a fazer a limpeza quando não estamos em casa, apesar de ele não fazer muito barulho é sempre um zumbido que acaba por incomodar. 

Juntamente com o Robot vem um acessório com a função de barreira par delimitarmos a área de limpeza e tem dois modos: o Modo Virtual Wall® para limitar a área de limpeza do Robot e o Modo Halo que mantém o robot afastado de objetos. 

É óbvio que também fiz o teste para ver se ele não se suicidava e a graças aos sensores de deteção de desnível o robot não cai de escadas ou de desníveis.

Também testei aquela que era a minha maior preocupação: TAPETES.
Uma vez que sofro de rinite alérgica eu não tenho muitos tapetes em casa,  mas ainda tenho alguns. O aspirador porta-se muito bem na maior parte deles porque são baixinhos e de pelo curto.  No entanto, tenho um de pelo comprido e ele sobe, começa a “lutar” e acaba por ficar encravado, mas é o único caso. 

A limpeza do aspirador não podia ser mais simples: retirar o depósito, despejar o lixo e passar por água. 

Estou super contente com o meu novo amigo. É tão bom chegar a casa e ter tudo limpo. 

Espreita aqui este pequeno vídeo :

Para ficares a par das novidades,
segue-me no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

A minha primeira vez na TV só podia ser no Porto Canal

Foi com prazer e algum nervosismo que aceitei este convite do Porto Canal para fazer parte da rúbrica Boca do Leão do programa Filhos e Cadilhos que passa aos Sábados, as 11h. Levei uma delicioso Banana Bread e umas trufas maravilhosas que vão certamente fazer furor entre os mais pequenos 😁.

As trufas são ideais para fazer em conjunto com os mais pequenos, eles pensam que é chocolate e metem logo mãos à obra para fazer bolinhas que se parecem com trufas.

Trufas para os mais pequenos
Para as trufas só precisam de:  10 tâmaras medjol ou 20 tâmaras normais, 1 c. de sopa de cacau em pó, 1/ chávena de flocos de aveia. E depois é só passar as bolinhas pelo topping favorito, os meus favoritos são Cacau em Pó e Coco Ralado. Queres ver como se faz as bolinhas? Espreita o program de de dia 21 de Julho ou espreita aqui o pequeno clip que cortei.

 

 

Espreita aqui a receita do Banana Bread.  Acompanha com uma manteiga de frutos secos ou uma compota sem açúcares adicionados.


Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

A minha horta

Esta é a minha primeira horta.

Mudei-me em Outubro de volta para o Norte e resolvi fazer a minha hortinha. Tento sempre incluir muitos legumes na minha alimentação, mas a verdade é que muitas vezes acabam por se estragar. Muitas vezes o que faço é congelar, mas nada como uma alface fresquinha!

Existem duas maneiras para fazeres a tua hortinha: semear e/ou plantar, eu optei por fazer um mix.
Comprei sementes: Alface, Espinafres, Cenouras, Courgettes, Abóbora
Plantei: Pimentos, Tomate Cherry, Couves, Salsa, Malaguetas, Morangos, Amoras, Mirtilos, Alfaces, Batata Doce, Salsa e Espinafres.

A primeira coisa que fiz foi misturar a terra do próprio terreno com um substrato natural para plantas que pode ser adquirido em qualquer AKi, Leroy Merlin, etc ou então podes fazer o teu próprio substrato!
Depois de tudo plantado e semeado adicionei adubo orgânico e reguei.
Em dias de Sol rego sempre de manhã e à noite apenas para ficar húmido, nos restantes dias rego apenas uma vez.

Cada hortícola tem a sua época ideal para ser plantada o melhor é veres as “instruções” ou pesquisar no google a melhor altura. Grande parte das hortícolas são plantadas no início do ano para serem consumidas no final da primavera ou no verão.

O que plantar e como

Escolha seguindo estes critérios práticos:
– O que gostas
– O que consomes
– O que se adapta às condições e à dimensão espaço

Ferramentas básicas

– Enxada grande e/ou pequena, vai depender do tamanho da horta
– Ancinho
– Sachola
– Pá larga para transplantar
– Pá de plantar
– Plantador/Semeador
– Tesoura
– Regador
– Luvas
– Socas ou galochas
– Ráfia ou corda
– Tutor

Material necessário

– Cestos
– Baldes
– Adubo orgânico
– Substrato

A minha horta
Dicas para a tua horta

1. Escolher um bom lugar
Uma horta precisa de no mínimo quatro horas de sol por dia para se manter saudável, opta por um lugar ensolarado.

2. Espaço e Zonas
Quer seja uma horta pequena ou não, as plantas precisam de espaço entre elas, a minha horta está um pouco amontoada porque ainda não sabia como é que as coisas cresciam e agora anda tudo umas plantas em cima das outras.
Tão importante como definir o espaço é importante delimitar as zonas de cada planta. Nem todas as plantas combinam entre si, uma pode morrer ou acabar por matar a outra.

3. Etiquetas
Uma coisa que não fiz e às vezes não consigo identificar o que plantei porque não reconheço muito bem a folha. Utiliza etiquetas reutilizáveis para identificar cada planta.

4. Rega
Tal como disse, régua apenas até a terra ficar húmida, não deixes ficar água acumulada.

5. Adubar
Para além do adubo colocado na hora da plantação, é preciso continuar a adubar  uma vez a cada 2 meses – pelo menos. Só assim a terra permanece fértil para que as mudas cresçam saudáveis.

6. Limpeza
A horta vai ganhar algumas ervas invasoras, vai removendo-as pela raiz. Dá sempre uma vista de olhos nas hortícolas e poda as folhas secas ou os galhos doentes, porque pode acabar por prejudicar a sua plantação.

7. Colha
Utiliza uma tesoura para arrancar as folhas necessárias e assim deixas condições favoráveis para que nasçam novos brotos.

8. Altura de Plantar/semear
Não semeies e plantes tudo ao mesmo tempo,  senão vais ter a colheita toda concentrada na mesma altura (o que está acontecer agora com as minhas alfaces)
Divide as sementes e da pelo menos duas/três semanas de intervalo que semeias ou plantas. Esta estratégia serve para todas as hortícolas que cultivares. Faz um escalonamento pelo menos quinzenal.

Uma horta é uma excelente fonte de alimentos frescos e vitaminados. Agora já podes começar a fazer a tua!
Estas são as primeiras dicas que partilho contigo, à medida que a horta vai crescendo também vou aprendo. Espero que estas dicas tenham sido úteis e partilha comigo algumas sugestões!

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

O eBook Pequenos-Almoços Saudáveis é uma compilação com as minhas 10 receitas preferidas para o pequeno-almoço

Após o sucesso dos workshops estava na altura de lançar um pequeno eBook e é assim que surge o eBook Pequenos-Almoços Saudáveis com algumas sugestões para a primeira refeição do dia.

Lê também: Workshops/Showcookings

É muito fácil dizer que vamos ser mais saudáveis este ano, mas atingir esse objetivo pode ser difícil e complicado. Muitas pessoas que iniciaram agora este estilo de vida têm dificuldades em saber o que comer e um dos grandes problemas é conseguir variar, para que este estilo de vida não se torne aborrecido e desmotivante. Por isso, é importante começar o dia da melhor maneira, o pequeno-almoço é, sem dúvida, a refeição mais importante do dia e aquela em que as pessoas têm mais dificuldade em inventar “coisas” novas.

A pensar nisso, lanço este eBook com as minhas receitas preferidas para a primeira refeição do dia. No total, são 10 receitas que podes fazer ao pequeno-almoço e não só! Estas opções são válidas também para os teus snacks (com as devidas adaptações). Tem opções simples, umas mais demoradas e outras para aquelas manhãs apressadas. Escolhe a tua preferida!

O eBook está disponível online e custa 5€.

EBOOK Pequenos-Almoços Saudáveis

 

Podem efetuar o pagamento através de Referência Multibanco clicando no link ou fazê-lo também através do MB WAY. Entrem em contato comigo via email.

 

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Créditos da imagem: pxhere

Para quem quer evitar a confusão da cidade e dos restaurantes, o melhor é mesmo ficar por casa e caprichar mais um bocadinho no jantar de hoje. Parece-te bem?
Um jantar descontraído, iluminado com velas e acompanhado com uma música agradável, é a melhor maneira de terminar o dia e sobretudo este dia especial.  Para isso, sugiro um pequeno menu saudável com entrada + Prato Principal + Sobremesa. Afinal de contas esta é suposto ser uma noite diferente!

Para entrada podemos começar com um babaganoush com sementes de cânhamo. É um paté saboroso, é feita com miolo de beringela grelhada. Podes acompanhar com pão, tostas, crackers ou palitos de vegetais.

Para o prato principal sugiro algo leve e que dê para aproveitar a beringela usada para fazer a entrada e não desperdiçando nada. Uma beringela recheada com camarão, cogumelos e queijo. (esta receita usa courgette, mas o procedimento é exatamente o mesmo para a beringela) – Podes rechear com o que quiseres: Frango, Peru, Pescada – A imaginação é o limite!

Para finalizar, uma deliciosa tarte de chocolate com apenas 4 ingredientes.

Gostaste destas opções?

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com