Japão // O que fazer em Quioto

Categories Aqui e acolá
Quioto

Após Tóquio, seguem-se os melhores pontos turísticos de Quioto.

Começamos a nossa viagem no Japão por Tóquio e terminamos em Quioto. Deixo-te aqui o visitei em Quioto.

Lê também: Como Planear Viagem ao Japão

Castelo Nijo

Considerado Património Mundial da UNESCO, é um dos monumentos históricos da antiga Kyoto.
Desde os grandiosos portões ao belo jardim foi sem dúvida umas coisas mais bonitas que visitei. O castelo fecha às 17h00 e a entrada custa ¥600.

Palácio Imperial de Quioto

O edifício principal é o Shinshin-den e tem uma aparência bem tradicional, um telhado bem encurvado e com um pátio com pavimento de gravilha, meticulosamente escovada em linhas paralelas. Uma vez que era usado tanto para fins cerimoniais como residenciais, apresenta uma mistura de influências e também de estilos tradicionais dentro da arquitectura japonesa. Vale sem dúvida a visita.

Bairro de Gion

Gion é conhecido por ser o bairro das gueixas. Apresenta imensos restaurantes e casas de chá e é preciso ter em atenção ao preço antes de se aventurarem por um deles. Uma zona sem dúvida bonita com fachadas bem tradicionais. Se continuar mais para oeste, pode-se fazer compras de lembranças nas galerias (ruas cobertas), mesmo antes de chegar ao mercado.

Yasaka Shrine e Parque Maruyama

Uma vez em Gion, aproveita para dar uma espreitadela a este templo e o parque à sua volta.

Chion-in

Mesmo ao lado do Parque Maruyama pode-e encontrar o Chion-in. Este é um templo bastante grande e muito popular. Conhecido pela enorme porta à entrada e pelas escadarias de acesso.

Mercado Nishiki

Muito semelhante ao mercado de peixe de Tóquio, é um excelente sítio para comprar comida e produtos tradicionais como cerâmicas, bules, facas de sushi, entre outros.

NARA – Templo Todaiji e os veados

O parque de Nara é conhecido pelos imensos veados que andam livremente e são até bem simpáticos. Existem bancas que vendem comida própria para os alimentar, mas cuidado porque podem tornar-se um bocadinho chatinhos. Apesar da principal atração serem os veados, existem vários templos e um miradouro. O Todaiji é dos templos budistas mais famosos do Japão, pelo seu tamanho e por abrigar a maior estátua de Buda do Japão e a maior em bronze do mundo.

Templo Kinkaku-ji

O templo Dourado, como também é conhecido foi para mim dos templos mais lindos que visitei. Todo o pavilhão, à excepção do rés-de-chão está coberto de folha de ouro puro e no telhado está uma fénix chinesa dourada e está rodeado por um lago, que quando não existe vento é possível ver-se o templo nele espelhado.

Fushimi Inari-taisha Shrine

Este é um grande santuário xintoísta e uma das principais atrações da cidade de Quioto e uma das que mais queria ver. Existe um percurso com um conjunto infindável de toriis vermelhos ao redor do santuário principal. O percurso tem +/- 4km e leva mais ao menos 2horas a fazer o percurso nas calmas, com visita aos pequenos templos que existem espalhados.  A experiência vale a pena.

Templo Kiyomizu-dera

O templo faz parte dos Monumentos Históricos da Antiga Quioto e é considerado património mundial da UNESCO. Este é o templo mais famoso na antiga Quioto, com a paisagem da cidade suberba e onde é possível avistar a Torre de Quioto e observar as mudanças entre o tradicional e o moderno.

Arashiyama Bamboo Grove

Penso que esta foi a maior desilusão de toda a viagem. A floresta de bamboo não é mais do que uma rua que passa por uma floresta de bambu. É muito linda, mas no final ficamos com a sensação “É só isto?”

Tenryuji Temple

Uma vez em Arashiyama, aproveita para visitar este templo também considerado Património Mundial da Unesco, foi dos mais bonitos que vi, com os jardins bem tradicionais e naturais.

Espetáculo de Geishas

Uma vez que fomos em Abril tivemos a oportunidade de ver Miyako Odori, uma exibição de dança feita por gueishas apenas durante o mês de Abril. Esta é uma oportunidade rara oportunidade de se ver gueishas apresentarem-se em público. O espetáculo é bonito e as gueixas dançam em cenários que representam as quatro estações do ano. Enquanto umas deixas, outras gueishas tocam as músicas do show e outras mulheres acompanham as músicas cantando.  Durante o espetáculo dá para sentir a da cultura das gueishas, a disciplina da cultura japonesa, do culto às artes. Antes do espectáculo ainda tivemos oportunidade de ver uma cerimónia do chá na presença de gueishas, beber um chá verde e comer um doce tradicional de azuki.



Booking.com



Booking.com



Booking.com

 

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.