Japão // O que fazer em Tóquio

Categories Aqui e acolá

Neste primeiro tópico sobre a minha viagem ao Japão vou fazer um pequeno resumo sobre os melhores pontos turísticos de Tóquio.

Como escolhemos o início de Abril para apanharmos as cerejeiras em flor formos diretos para os Parques e aos melhores locais para ver se ainda conseguíamos ver alguma coisa. Infelizmente este ano as cerejeiras floriram uma semana antes do que estava previsto, mas mesmo assim conseguimos apanhar imensas cerejeiras em flor em Tóquio, mas não o seu pico.

Lê também: Como Planear Viagem ao Japão

Parque Ueno

Este é dos parques mais antigos de Tóquio, conta com um jardim zoológico, alguns museus, monumentos e claro, templos. O parque é enorme e tem imensos mapas espalhados ao longo do percurso, não tenham medo e “percam-se”. O Parque é aberto diariamente e a entrada é gratuita.

Parque Yoyogi e o Santuário Meiji

É dos maiores parques de Tóquio e a “casa” do Santuário Meiji. Ao fim-de-semana o parque está lotado de famílias, casais, grupos de amigos a conviver alegremente a aproveitar o sol. O Santuário Meiji é o templo xintoísta que é dedicado aos espíritos deificados do Imperador Meiji e sua esposa, a Imperatriz Shōken. A construção original foi destruída durante a Segunda Guerra Mundial. O Templo atual foi financiado através de um esforço de angariação de fundos públicos.

Jardim nacional Shinjuku Gyoen

Este jardim combina três estilos diferentes: uma paisagem francesa clássica e inglesa no norte; e no sul, um jardim tradicional japonês. Também dos mais bonitos que já vi e repleto de cerejeiras em flor!

Jardins Hamarikyu

Para mim das melhores surpresas de Tóquio, um parque tranquilo nesta que é uma capital super agitada. Contém imensa história e é um local perfeito para relaxar e beber o típico chá verde numa casinha de chá “à moda antiga”. O parque fecha às 17h00 e a entrada custa ¥300.

Palácio Imperial de Tóquio

Este palácio é a residência oficial do Imperador do Japão e muito do que conseguimos ver é limitado. Não é permitida entrada no palácio, mas vale a pena conhecer os jardins que ficam do lado leste e ter noção de como era a grande área nos áureos tempos do Castelo Edo.

Templo Sensō-ji

É o templo budista mais antigo de Tóquio, e para quem está em Tóquio mostra um pouco da tradição japonesa. Até chegarmos ao templo percorremos uma rua inteira de lojinhas, a Nakamise-dori, considerada distrito comercial do templo.

Harajuku e Rua Takeshita

Das zonas mais extravagantes de Tóquio, é uma zona repleta de lojas de moda, cafés e restaurantes. É aqui o coração da cultura Kawaii em Tóquio. Não se admirem se virem algumas “aves raras”, será bastante comum nesta zona!

Bairro Shinjuku

Este é um bairro super movimentado e com muita coisa para se ver e fazer. Este bairro representa Tóquio no seu esplendor. Arranha-ceús, lojas de pachinko, centros comerciais, cafés, restaurantes, e sex-shops e muito mais! Na verdade, muito parecida com a praça de Times Square mas 5x maior.
Aqui não percas o fénomeno do famoso cruzamento de “Shibuya”, em que dezenas de pessoas atravessam a tua ao mesmo tempo constantemente.

Bairro Akihabara

Muito semelhante ao bairro de Shinjuku, mas com uma componente mais animé e verdadeiro paraíso de qualquer otaku. Repleto de lojas dedicadas à cultura gamer, do RPG, manga, animes, computadores e eletrónicos. Nesta zona não deixes de experimentar um “Maid Cafe“, é um sítio onde só há empregadas, vestidas de Lolitas, mesmo não falando inglês tratam-nos de forma extremamente querida e sempre muito sorridente. É uma experiência divertida, toda a comida é super fofinha e para efetuarmos o pedido existe todo um processo, Explicado pelas Maids. Por exemplo, para efetuarmos o pedido foi necessário cantarmos: “Delicious! Delicious! Moe moe kyu”, batendo palmas e depois um coração com a mão na parte do “kyu”. “Esta é uma tradição que serve para a comida ficar mais saborosa.

Ginza

Esta é considerada uma zona de luxo, ou o que foi para mim a 5th Avenue de Tóquio. Apesar das lojas todas de luxo à volta, é fácil encontrar uma cadeia de fast food ou um restaurante relativamente barato.

Edifício Governo Metropolitano

Possui duas torres e uma praça semicircular à frente. Dá para subir-se gratuitamente até ao 45º andar, onde podes ter uma vista fenomenal da cidade (e de onde, com céu limpo, se pode ver também o Monte Fuji.

Sky Tree e Torre de Tóquio

Não subimos a nenhuma das torres, mas tivemos oportunidade de admira-las de diversos ângulos. A Sky Tree é atualmente a torre mais alta do Japão e segunda maior do mundo com 634 metros de altura. É uma torre de radiodifusão, restaurante e de observação. Podes subir à torre e tem o custo de ¥2,060 até ao Piso 350 e mais ¥1,030 para o piso 450. A Torre de Tóquio  tem 333 metros de altura e é a segunda maior estrutura artificial do Japão. Foi inspirada na Torre Eiffel e pintada de branco e laranja para fazer cumprir com os regulamentos da segurança aérea. Caso pretendas subir até ao topo, o bilhete terá o custo de ¥2,800.

Tsukiji Fish Market

É considerado o maior mercado grossista de peixe do mundo e é composto por duas áreas distintas: Uma área interna e coberta, dedicada aos negócios grossistas (incluindo o leilão de atuns) mas onde, hoje em dia, também se pode fazer compras. A área exterior, composta por ruas cheias de restaurantes especialistas em sushi, lojas com equipamento de cozinha e um sem fim de pequenas lojas e bancadas dedicadas à gastronomia. Fiquei só pela zona exterior e fiquei maravilhada, ao final do dia voltamos lá para experimentar um dos fantásticos restaurantes de Sushi.



Booking.com



Booking.com



Booking.com

Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo
envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.