Acho que ainda não vos falei deste assunto…em Outubro tive um colapso físico, uma crise na lombar, mesmo antes da meia-maratona de Coimbra para a qual me estava a preparar. Tinha um plano de treino de corrida feito pelo Tiago Silva, do No Limit Runners e um plano de reforço muscular e nutricional feito pela Sik Nutrition(podem ler tudo aqui).

Eu sentia que o meu corpo estava no limite, os treinos de corrida eram intensos para conseguir cumprir os ritmos impostos e a verdade é que estava a faltar uma coisa fundamental: o descanso. Isto porque decidir voltar novamente para o Norte e com a mudança de casa eu não parava quieta um minuto. Já para não falar da camada de nervos com que estava.. eis que surge.. o meu colapso!

Estive 3 dias cheia de dores em que nem o medicamento SOS que tomo nestes caso resultou, melhorei ao 4º e piorei novamente ao 5º e obriguei-me a ir ao hospital. Após 3 dias com injeções de relaxantes musculares ao 4º dia já não tinha dores.
Tomei a decisão de fazer a meia-maratona porque a minha coluna não estava preparada para fazer 21km tão cedo e após uma semana sem treinos, voltei ao ginásio apenas para fazer exercícios funcionais com o peso do corpo e a cada semana introduzir um pouco de carga.

Desde Outubro até agora tenho sido acompanhada pelo Sik Nutrition e tenho estado a fazer reforço muscular e os meus treinos são apenas de força.

O meu plano não incluía qualquer tipo de cardio, mas vocês já sabem.. quem gosta de correr fica sempre com aquele bichinho e desde que me mudei tenho ido às Terças-Feiras correr com o Running Espinho uns leves 5km (ritmo 6:00), “apenas” fiz a S. Silvestre do Porto (10km) e a de Espinho (10km), mas para além disso tenho estado bastante quietinha.

Foram 5 meses de treino de força e esta foi a minha última semana com carga (uufff). Apesar de ter gostado desta fase e ter visto resultados (como é obvio) quero voltar às corridas! É algo que não consigo explicar, só quem corre é que sabe aquilo que sinto.
Com este último bloco de treino com cargas mais elevadas não conseguia correr em condições, isto é, a recuperação muscular era mais lenta e a sensação de dorido também, sentia as pernas cansadas e pesadas quando corria.

Por isso, após a minha semana de deload vou voltar ao treino de corridas e começar a preparar-me para a Meia-Maratona do Douro Vinhateiro.


Para ficares a par das novidades,
segue-nos no Facebook aqui
e/ou no Instagram @elacozinha,

Se quiseres entrar em contacto comigo envia-me um e-mail para elecozinhaelalava@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.