A RAPARIGA NO COMBOIO, COM EMILY BLUNT

Categories Coisas Fixes

A RAPARIGA NO COMBOIO foi o livro mais vendido de 2015 (dados GFK), permanecendo, até hoje, no Top 10 Ficção, e foi adaptado para filme por Tate Taylor.

Resumindo, Rachel passa a viagem diária no comboio a caminho do emprego a tecer fantasias sobre um casal, aparentemente perfeito, que vive numa casa por onde o comboio passa. Um dia, vê acontecer algo que a perturba e envolve-se num mistério.

No livro, a história é contada por 3 mulheres, cada uma com a sua história que, a um determinado momento vai coincidir com as restantes. Três mulheres, um assassinato e um comboio são os ingredientes principais deste thriller.

O livro não agarra logo nas primeiras páginas, chega mesmo a ser um pouco maçador, mas quando todas as personagens e histórias se cruzam, a coisa muda de figura e é aí que começamos a devorar o livro! (No filme a coisa desenrola-se bem mais rápido e ainda bem!)

A verdade é que conheço poucos filmes que foram adaptados com sucesso. Como alguém que leu o livro e possui já um background com as personagens e sabe o final, torna-se dificil dar uma opinião imparcial. Quem lê sabe muito mais que um mero espectador, conhece ao ‘pormenor’ cada uma das personagens e já detém alguma carga emocional em relação a cada personagem.

Em relação ao filme, Emily Blunt não me convence enquanto atriz principal, apesar do enorme esforço. Já para a Haley Bennett peço uma salva de palmas. Foi sem dúvida a personagem que mais me surpreeendeu!

A RAPARIGA NO COMBOIO é uma adaptação segura do livro. Não é um filme “WOW”, mas é um bom thriller para um serãozinho bem passado.

A RAPARIGA NO COMBOIO chega às salas de cinema nacionais no dia 5 de outubro, enquanto isso podem espreitar o trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.