Um novo rumo saudável

Nem sou de ver muita televisão, mas apanhei estes dias a estreia do novo programa da SIC, o Peso Pesado Teen. Não costumo ligar muito a este tipo de programas, mas este é um assunto que não podia deixar de comentar pois dá-me uma volta no estômago e a minha opinião divide-se como a de muita gente, mas não vou entrar por aí. O excesso de peso é um problema sério e que muitas vezes não é dado o devido destaque e/ou importância.

Confesso que não posso dizer que sei o que aquelas crianças sentem ou as dificuldades porque passam, mas sei o que é sentir conforto na comida (acho que todos nós sabemos)!

chocolate-doesnt-ask-silly-questions-chocolate-understands-cream

Tal como referi aqui neste post, eu não sou uma top model, mas também não rebolo.
Desde pequena que fui comendo relativamente bem, comia muita sopa que a minha mãe me dizia que ajudava a crescer, mas infelizmente nunca passei de 1,60m . E apesar de ter comido muita porcaria como todo e qualquer adolescente, fui sempre praticando muito exercício, aliás sou cinturão castanho em Taekwondo, infelizmente tive que parar devido a uma lesão e depois com a faculdade e o trabalho sedentário (8h/dia sentada) o corpo começou a mudar, a mudar para pior.
E foi até há pouco tempo que resolvi iniciar esta minha jornada saudável para me sentir bem comigo própria, pois não estava a gostar do rumo que o corpo estava a tomar, nem gostava daquilo que via no espelho, e acreditem que é preciso muita força de vontade, pois o difícil é mesmo começar. Não basta fazer dieta durante um mês e achar que o corpo vai mudar milagrosamente, dizem que demoramos cerca de 21 dias a assimilar novos hábitos, por isso não pensem a curto prazo. É um novo caminho em que temos que aprender a saber comer, a comer as quantidades certas dos alimentos corretos e isso implicar começar a comer coisas novas que não gostávamos, mas que acredito que com o tempo a gente lhe apanhe o gosto, pelo menos comigo tem acontecido assim, apesar que a minha eterna luta será com os legumes. Para já só mesmo ralados na sopa.

Claro que não pus logo tudo de parte, e é por isso que este é um processo longo. Vai-se diminuindo a quantidade de coisas más e adicionando coisas saudáveis. Temos que conseguir levar este rumo para o resto da vida e não fazendo dietas loucas ou cortando todos os hidratos ou a dieta da maça que o vão conseguir. Também não deixei de comer chocolates e fast-food ou de fazer uma asneira aqui e acolá – elas são precisas! Temos é que ter consciência disso e compensar com exercício físico e com uma alimentação que vá equilibrar a asneira. Acreditem que começando uma vida mais saudável vocês já vão olhar para fast-food com outros olhos.
Espreitem este gráfico abaixo e já vão perceber:
How Much Exercise Do I Need to Do to Burn Off This Junk Food?
How Much Exercise Do I Need to Do to Burn Off This Junk Food?

Por isso, maior parte das vezes que vou fazer asneiras penso muito bem naquilo que vou comer e  o meu estômago já não tolera certas coisas, está mais sensível a este tipo de comida.

O mais importante de tudo é sentirem-se bem no vosso corpo e  acreditem que só me peso no ginásio e nem sequer olho para o meu peso, foco-me na percentagem da massa gorda e da massa muscular, que é o que realmente interessa. Para além de que entrar novamente numas calças que já não me serviam há uns tempos ajuda neste processo. Mais importante que o número que a balança marca é olharem-se ao espelho e sentirem-se bem. Eu ainda não estou no peso ideal (aquele que pretendo alcançar), mas eu estou a trabalhar para isso e vocês?

2 thoughts on “Um novo rumo saudável

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *